Notícias Fecomercio

13 de dezembro de 2018

Consumidor abate dívidas para um novo consumo de fim de ano


Endividamento e inadimplência registram queda na capital paulista, mas alto desemprego ainda preocupa

A recuperação lenta da economia – que continua com uma inflação alta e desemprego elevado – é um indício para que o comerciante faça uma projeção cautelosa das vendas nos próximos meses. Durante esse período, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) recomenda atenção ao controle do estoque e favorecimento nos meios de pagamento para atrair o consumidor de volta às compras.

Com a chegada do fim do ano e a proximidade do Natal, os consumidores aproveitaram para abater as dívidas para iniciar um novo consumo. Em novembro, a taxa de endividamento na capital paulista passou para 51,5%, após se manter estável em outubro. Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), o número é 3,2 pontos porcentuais menor que o registrado no mês anterior e 5,2 pontos porcentuais inferior ao índice de novembro de 2017. Em termos absolutos, isso significa que 2,02 milhões de famílias possuem algum tipo de dívida.

A inadimplência também caiu em novembro, após permanecer três meses pouco acima dos 20%. Agora, a taxa é de 18,5%, 1,6 ponto porcentual inferior ao visto em outubro e -1,9 ponto porcentual no contraponto anual. Atualmente, 722 mil famílias afirmaram não conseguir quitar suas dívidas na data do vencimento, 62,5 mil a menos que o mês anterior.

A tendência de queda também permeou as famílias que dizem que não terão condições de quitar a dívida em atraso – passou de 9,5% em outubro para 8,7% em novembro, o que significa uma redução de quase 30 mil famílias. Hoje, 342 mil famílias estão nessa situação. Confira a matéria completa aqui.

Voltar para Notícias