Notícias Fecomercio

17 de outubro de 2018

Empresário do varejo deve avaliar a necessidade de contratar temporários para o Natal


Em agosto, setor voltou a gerar empregos após três meses de saldo negativo

O empresário do varejo paulista precisa avaliar a real necessidade de admissões nos meses de outubro e novembro, período em que o setor se prepara para atender às demandas do Natal. A data é a mais importante para o varejo em razão da expectativa de aumento nas vendas.

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) também aconselha analisar as possibilidades dos tipos de jornadas de trabalho e suas peculiaridades e regramentos, como trabalho temporário, contrato por tempo determinado, contratação direta, modalidade intermitente e contrato com jornadas especiais.

Para examinar de forma mais precisa a possível alteração no quadro de funcionários, a Entidade aconselha ao empresário observar o histórico de vendas da empresa em natais anteriores.

Em agosto, o mercado de trabalho formal do varejo paulista voltou a gerar vagas após três meses seguidos de saldo negativo. Segundo a Pesquisa de Emprego no Comércio Varejista no Estado de São Paulo (PESP Varejo), foram criados 8.862 empregos no oitavo mês do ano, e, com esse desempenho, o estoque ativo do varejo no Estado de São Paulo atingiu 2.064.167 vínculos empregatícios.

Considerando apenas os resultados apurados no mês de agosto, o saldo de 2018 é o maior desde 2014 e 18,5% superior ao registrado no ano passado. Em todas as atividades avaliadas, houve geração de emprego celetista. O destaque ficou por conta do desempenho dos supermercados paulistas, com geração de 4.782 novas vagas. Confira a matéria completa aqui.

 

Voltar para Notícias