Notícias locais

4 de abril de 2022

40ª Renalegis: CNC destaca a união de todos na construção da Agenda Institucional


A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) apresentou aos representantes das federações, sindicatos e entidades a Agenda Institucional do Sistema Comércio – um sistema desenvolvido pela Divisão de Relações Institucionais (DRI) para mapear os temas prioritários ao empresariado que tramitam nos Poderes Legislativo e Executivo.

Os detalhes da nova ferramenta foram apresentados no dia 30 de março, durante a 40ª reunião da Rede Nacional das Assessorias Legislativas do Sistema CNC-Sesc-Senac (Renalegis).

O evento contou com a participação da secretária-geral da CNC, Simone Guimarães, da chefe da DRI, Nara de Deus, do chefe da Divisão Jurídica e Sindical, Alain MacGregor, do gestor da Assessoria de Gestão das Representações (AGR), Aurélio Rosas, da gerente de Planejamento e Orçamento, Aline Lopes, e do chefe da Gerência Executiva de Comunicação (Gecom), Elienai Câmara.

A Agenda Institucional é um projeto colaborativo que contempla as pautas prioritárias ao Sistema Comércio e seus posicionamentos políticos e técnicos. Sua construção vai contar com o apoio indispensável das federações, sindicatos e entidades do Sistema Comércio, que vão participar dos debates sobre os macrotemas e incluir as pautas regionais, tornando a agenda mais abrangente, realista e completa.

Os destaques da Agenda Institucional farão parte de um documento público que será levado aos presidenciáveis, sendo essa a contribuição da CNC com propostas de desenvolvimento social e econômico para o Brasil.

Em sua mensagem à 40ª Renalegis, o presidente da CNC, José Roberto Tadros, explicou que a Agenda Institucional servirá como um mapa, com plano de atuação para avançar no desenvolvimento do País. “Para este projeto, a CNC conta com o inestimável apoio das federações na discussão e consolidação dos temas prioritários, levando em conta as principais demandas pelo olhar do empresário, tendo em vista que os temas elencados têm a percepção da CNC no que é prioritário, e a dinâmica permitirá uma compreensão estadual”, afirmou.

A secretária-geral Simone Guimarães destacou que a Agenda Institucional é fruto do compromisso assumido pelo presidente da CNC, José Roberto Tadros, de integrar o Sistema Comércio e de manter-se protagonista na defesa dos interesses dos setores do comércio de bens, serviços e turismo. Ela reforçou o convite feito pelo presidente às instituições para participar da elaboração da Agenda Institucional, cuja ideia é unir o Brasil dentro de uma proposta de desenvolvimento econômico e social.

“Temos que realizar um trabalho muito bem elaborado para que as federações, sindicatos e entidades do Sistema Comércio sejam representadas. Por isso, precisamos do envolvimento de todos na construção da Agenda Institucional”, frisou a secretária-geral.

Nara de Deus agradeceu ao grupo da Renalegis pelo apoio na estruturação da Agenda Institucional. “Temos conseguido resultados positivos, e isso se deve ao engajamento e ao entrosamento da Renalegis. Ressalto a união e a força deste grupo. Vamos continuar fortes para atingir o sucesso em nossas ações”, enfatizou.

Dinâmica das plenárias

Para discutir os macrotemas e as pautas regionais e, posteriormente, incluí-las na Agenda Institucional, a CNC vai promover reuniões plenárias, nos dias 16 e 17 de maio, para que os dirigentes das federações, sindicatos e entidades do Sistema Comércio, além dos Departamentos Nacionais do Sesc e Senac, possam deliberar sobre as prioridades.

 

Foto: Divulgação/CNC

Voltar para Notícias