Notícias locais

6 de julho de 2021

CNC reivindica vacinação prioritária de trabalhadores do setor terciário


A imunização dos que atuam na oferta de bens e de serviços é urgente, estes profissionais estão mais expostos ao risco de contágio, mesmo com a adoção de medidas preventivas

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) está em contato com o Governo Federal para reivindicar a inclusão dos trabalhadores do setor terciário na lista de grupos prioritários para a vacinação contra a Covid-19.

A imunização das pessoas que atuam na oferta de bens e de serviços é urgente, dado que estes profissionais têm contato direto com o público e estão mais expostos ao risco de contágio, mesmo com a adoção de medidas preventivas.

Além da preocupação com a saúde da categoria, a prioridade na vacinação se justifica pela necessidade de evitar prejuízos ao abastecimento da população e para garantir a continuidade da atividade econômica, comprometida por afastamentos em função da doença.

O Ministério da Saúde respondeu ao pedido da CNC informando que, em um primeiro momento, foi dada prioridade aos grupos mais suscetíveis a quadros graves e óbitos em decorrência da doença como idosos e pessoas com comorbidades.

A pasta também esclareceu que categorias de serviços essenciais estão sendo contempladas de forma sequencial, conforme a disponibilidade de vacinas, sendo possível a inclusão de novos grupos, uma vez atendidas as etapas já previstas no Plano Nacional de Operacionalização da Vacina.

A Fecomércio-RS se somou ao esforço de sensibilizar gestores públicos quanto à importância de inclusão dos trabalhadores de comércio e de serviços: nessa segunda-feira, a Federação enviou ofício ao governador Eduardo Leite, solicitando o apoio do executivo estadual como interlocutor para reiterar a urgência do pedido junto ao Governo Federal.

 

Foto: Agência Brasil

Voltar para Notícias