Notícias locais

31 de janeiro de 2022

Diretores da CNC apontam desafios e traçam metas para 2022


Sob a condução do presidente José Roberto Tadros, CNC realizou a primeira reunião de Diretoria de 2022. Os diretores participaram do evento virtualmente, por conta das medidas de proteção contra a Covid-19.

Nesta quinta-feira (27), a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) realizou a primeira reunião de Diretoria de 2022. Neste evento, foram discutidas os desafios e expectativas, bem como os projetos para o ano que começa. No encontro, os diretores participaram virtualmente, em razão das medidas de proteção contra a Covid-19.

O presidente da CNC, José Roberto Tadros, abordou as últimas realizações da entidade em parceria com as federações, sindicatos e entidades do Sistema Comércio, entre elas, ações de solidariedade aos Estados da Bahia e Minas Gerais, fortemente atingidos pelas enchentes ocasionadas pelas chuvas. Foram doadas milhares de cestas básicas. O Sesc, Senac e sindicatos realizaram diversas ações para ajudar as famílias atingidas.

Na área de eventos, Tadros destacou a participação da CNC no Rio Innovation Week, um dos principais eventos de tecnologia e empreendedorismo da América Latina, em parceria com a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA). Em fevereiro, a entidade, em parceria com o Sesc e o Senac, estará presente no 19º Conescap, o maior evento de empresários contábeis e profissionais de contabilidade do Brasil, em São Paulo. A segunda edição da campanha “Do Tamanho do Brasil” foi outro destaque apresentado pelo presidente.

Vai Turismo

O diretor da CNC e presidente da FBHA, Alexandre Sampaio, apresentou os resultados do projeto Vai Turismo. Ele destacou a realização em 2021 de webinários que tiveram a participação robusta do público, além de 27 oficinas e mais de cem encontros de alinhamento técnico. Para o primeiro semestre de 2022, os grupos de trabalho irão apresentar seus resultados, a fim de que seja produzido um documento com recomendações de políticas públicas para o turismo no Brasil a ser entregue aos candidatos a presidente da República e a governador.

Operação Padrão

O presidente da Fecomércio-PR, Darci Piana, destacou problemas de logística agravados pela operação-padrão feita por auditores fiscais da Receita Federal. De acordo com ele, mais de sete mil caminhões estão parados nos postos alfandegários do Paraná, aguardando a liberação das cargas com destino aos países vizinhos. “A lentidão na fiscalização irá afetar o abastecimento no Estado”, disse Piana.

Os auditores fiscais exigem a regulamentação do bônus de produtividade e eficiência. “Estamos acompanhando esta situação com muita preocupação, que pode repercutir em todo o país, com prejuízos ao setor, à economia brasileira e às relações internacionais”, afirmou o presidente da CNC.

Voltar para Notícias