Notícias locais

15 de julho de 2021

Em audiência com Queiroga, comércio reforça pedido de prioridade na vacinação dos trabalhadores do setor


Outra reunião sobre o mesmo tema foi realizada com a ministra da Secretaria de Governo da Presidência da República, Flávia Arruda

Nesta quarta-feira, 14 de julho, em audiência com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, os presidentes da Fecomércio-DF, José Aparecido Freire, representando a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), e da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC), deputado Luiz Carlos Mota (PL-SP), reforçaram a necessidade da rápida vacinação dos trabalhadores do comércio, que durante toda a pandemia estiveram à frente de serviços essenciais em supermercados, padarias, postos de gasolina, farmácias, entre outros.

“A vacinação tem avançado por todo o País, em muitos estados por faixas etárias, mas ainda assim entendemos a necessidade de vacinar os trabalhadores de atividades ligadas ao setor terciário prioritariamente porque continuam se expondo ao risco para atender a população”, afirmou José Aparecido Freire (de máscara branca).

O deputado Luiz Carlos Mota destacou que a imunização dos comerciários contribui para conter a disseminação do vírus. “Eles são responsáveis pela manutenção do abastecimento da sociedade e ficam sempre expostos à contaminação do coronavírus”, observou.

A reunião presencial reforça um pedido feito em março deste ano, quando o presidente da CNC, José Roberto Tadros, encaminhou ofícios ao presidente da República e ao Ministério da Saúde, solicitando que esses trabalhadores fossem incluídos no grupo prioritário. Nos ofícios, a CNC e a CNTC ressaltaram os riscos que os trabalhadores passam, mesmo que seguindo todos os protocolos sanitários, pelo fato de interagirem com o público, tocando em produtos já manuseados pelos clientes e, também, podendo se contaminar no transporte a caminho do local de trabalho.

As entidades reforçaram a disposição para contribuir no processo de imunização e em outras ações que possam conter a pandemia. Unidades do Sesc espalhadas por diversos estados estão à disposição dos governos municipais como pontos de vacinação da campanha. Estrutura, profissionais e equipes volantes seguem em apoio às secretarias de saúde para vacinar a população.

“A vacinação é a melhor maneira de ajudar a diminuir a circulação do vírus, associada ao uso de máscara e álcool gel. Vai além de um ato individual de proteção, pois também atua no coletivo. Estamos unidos pelo Brasil, com ações que podem ajudar a população neste momento difícil que estamos vivendo”, disse o presidente da CNC, José Roberto Tadros.

Apoio federal – Os presidentes das entidades também estiveram em audiência com a ministra da Secretaria de Governo da Presidência da República, a deputada federal Flávia Arruda (PL-DF), na tarde de terça-feira, 13 de julho. “Entregamos o ofício para a ministra, reafirmando a necessidade de incluir os comerciários nos grupos prioritários da vacinação contra a covid-19”, disse o deputado. Também participou do encontro o secretário-geral da CNTC, Lourival Figueiredo de Melo.

 

Voltar para Notícias