Notícias locais

24 de junho de 2022

Ernane Galvêas, ex-presidente do Banco Central e ex-ministro da Fazenda, morre aos 99 anos


Ernane Galvêas, ex-presidente do Banco Central (BC) e ex-ministro da Fazenda, faleceu, aos 99 anos, na noite de quinta-feira, 23, no Hospital Samaritano de Botafogo, na zona sul do Rio, onde estava internado. Nascido em 1922, o economista completaria 100 anos em 1º de outubro próximo. O hospital não revelou a causa da morte.

Ao longo da carreira, Galvêas ocupou diversos cargos em diferentes equipes econômicas, desde a década de 1960. Do BC, foi presidente em dois mandatos separados, de 1968 a 1974 e de 1979 a 1980. No comando do Ministério da Fazenda, ficou de 1980 a 1985.

Também teve passagens pelo setor privado e era coordenador do Conselho Técnico da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Integrava os conselhos da Fundação Getulio Vargas (FGV) e da Academia Internacional de Direito e Economia. Além disso, era presidente de honra da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB).

Ex-presidente do Banco Central, Galvêas também chefiou a pasta do Ministério da Fazendo durante do governo do presidente João Figueiredo.

Nascido em Cachoeiro do Itapemirim (ES), Galvêas se mudou para o Rio em 1941, “para estudar no Colégio Universitário e, por influência do cunhado, que trabalhava no Banco do Brasil (BB), decidiu prestar concurso e foi aprovado em 1942”, segundo a introdução da publicação de uma compilação de entrevistas do ex-ministro para a série “Coleção História Contada do Banco Central do Brasil”, publicada em 2019. No BB, Galvêas faria carreira antes mesmo de se graduar no ensino superior. Foi “de escriturário a chefe de serviço”, segundo a publicação do BC.

 

Fonte: MSN

Foto: Vítor Ribeiro de Souza/Wikipedia

Voltar para Notícias