Notícias

10 de fevereiro de 2014

Pinocchio no País das Maravilhas


O Brasil está tão chafurdado num mar de mentiras e descompostura.  Muitos acreditam que este é o cenário real, quando na verdade tudo neste país é cenográfico, obedecendo fielmente à dialética petista. Joseph Goebbels, uma espécie de marqueteiro de Hitler, dizia que a mentira muitas vezes repetida torna-se a verdade. Os petistas apreenderam a lição muito bem e a aplicam com maestria que ao próprio Goebbels faria inveja.

O “senhor” Genoíno, homem de muitas poses e alegada poucas posses, abriu uma lista para contribuições visando o pagamento da multa a qual foi condenado.

Não só pagou como sobrou, e magnanimamente doou a sobra para seu companheiro Delúbio, que em um único dia arrecadou seiscentos mil reais em doações. Toda essa montanha de dinheiro de ,cerca de milhão e meio de reais, entre os dois condenados, foi fruto de doações anônimas, de amigos e simpatizantes!

Dá para acreditar ou alguém se atreve a imaginar de onde veio o dinheiro?

Tudo é objeto de manipulação por parte do partido que está no Governo.

Nenhum dado pode ser objeto de confiança. As contas públicas são manipuladas para oferecer o resultado desejado, ou douradamente apresentados, como a inflação que se diz estar dentro da meta, quando na verdade está no teto da meta e teto não é meta, e ainda sujeita a manipulações dos preços públicos. As empresas públicas manipulam seus balanços se apropriando até de valores que não lhes pertencem.

Um dado que era motivo de loas cantadas pelo governo era a baixa taxa de desemprego em que o país vivia. Pleno emprego! Como um país com pleno emprego tem uma taxa de crescimento tão baixa?

 Revista à metodologia pelo IBGE verificou-se que era outra mentira. Todo mundo sabia que o método anterior não tinha consistência estatística, pois apenas registrava quem estava procurando emprego há mais de sessenta dias.

Agora, vê-se que há mais de sessenta milhões de brasileiros sem emprego e que também não procuram emprego, ou seja, 38% da população com mais de 14 anos não trabalha e não quer trabalhar.

Como alavancar o crescimento quando mais de um terço da população em condições de trabalho não trabalha e não procura trabalho? É possível compreender porque a taxa de crescimento do Brasil para o ano foi rebaixada para 2,5% enquanto a taxa do mundo subiu para 3,7%!

O Estado investe muito pouco, mas gasta aos borbotões, dá-se ao luxo de perdoar, bilhões de dólares em dívidas de outros países, e investir os preciosos recursos nacionais, outros bilhões de dólares, em Cuba, incluindo um moderno porto enquanto os portos brasileiros carecem de investimentos.

O Mato Grosso e o Mato Groso do Sul, são campeões em produtividade agrícola, mas o destino de boa parte da produção é o Porto de Santos e de caminhão quando o racional seria que os portos da Região Norte absorvessem essa tarefa, mas as estradas são péssimas e não existem ferrovias para escoar a produção.

Enquanto isso, o Brasil inaugura um Porto em Cuba, e faz disso um acontecimento midiático como se algum benefício ao Brasil trouxesse. A grande obra do PAC foi em Cuba.

É o mesmo que um chefe de família gabar-se do dinheiro gasto na “zona” enquanto seus filhos andam descalços.

Infelizmente o país não é crível, é um país de mentiras, de contos de fadas declamados a uma população mal formada e informada que não estabelece uma relação cognitiva entre os fatos e os discursos.