Notícias Fecomercio

12 de junho de 2018

Proteção ao meio ambiente passa pela redução do uso de plásticos descartáveis


Mais de 40% dos materiais são usados uma única vez e descartados, levando centenas ou milhares de anos para se decomporem

Produzido com base em derivados do petróleo, o polímero sintético, mais conhecido como “plástico”, é utilizado em diversas atividades cotidianas. Desde a década de 1950, quando começou a produção em larga escala, mais de 8 bilhões de toneladas foram fabricadas, sendo apenas 9% recicladas e 12% incineradas. Além disso, a maior parte dos plásticos não é biodegradável e, por isso, esses resíduos podem perdurar por centenas ou mesmo milhares de anos até se decomporem.

Para se ter uma ideia da utilização do plástico no dia a dia, a produção global passou de 2 milhões de toneladas em 1950 para 400 milhões em 2015, um crescimento superior ao da maioria dos materiais, ficando atrás somente de matérias-primas de construção, como o aço e o cimento.

Um dos problemas do plástico é que mais de 40% dos materiais são usados uma única vez e descartados. O restante costuma ser descartado depois de, no máximo, quatro anos de uso.

Se a projeção atual se confirmar, a quantidade de plástico atingirá a marca de 34 bilhões de toneladas em 2050, sendo que aproximadamente 12 milhões de toneladas serão amontoadas em aterros ou descartadas incorretamente no meio ambiente. Também para 2050, a previsão é de que a massa de plástico nos oceanos supere a de peixes. Isso porque os oceanos recebem aproximadamente 13 milhões de toneladas de plástico por ano, o que impacta também a fauna, uma vez que mais de 180 espécies de aves, mamíferos marinhos e outros animais ingerem os detritos despejados no mar.

Uma saída para combater esse problema é intensificar a economia circular, que consiste na fabricação de produtos plásticos mais fáceis de reciclar, sistemas eficientes de logística reversa e mercados viáveis para os plásticos reciclados. Opções mais sustentáveis estão sendo criadas.

Banir o uso de descartáveis é a melhor opção para proteger o meio ambiente. Como forma de reduzir a utilização de materiais plásticos, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) sugere que o consumidor comece usando seus próprios talheres, potes e canecas reutilizáveis no local de trabalho, no ambiente escolar ou em praças de alimentação. Confira a matéria completa aqui.

 

Voltar para Notícias